LEVES E FRESCOS OU INTENSOS E CONCENTRADOS: HÁ UM VINHO VERDE PARA CADA MOMENTO

6 dezembro 2021

Conhecida, no geral, pela produção de brancos, jovens, leves e frescos, consumidos preferencialmente nos meses mais quentes do ano, a região dos Vinhos Verdes oferece também perfis mais intensos, complexos e minerais, que acompanham as diferentes estações e momentos de consumo. Vinhos estruturados e ricos que surpreendem quando harmonizam pratos ricos em especiarias ou sabores fortes.

 

Muito mais do que um vinho, uma região. Com um estilo de vinho autêntico, genuíno e único, maioritariamente branco, a região dos Vinhos Verdes localiza-se no Noroeste de Portugal e integra no seu vasto território diferentes relevos e microclimas que dão origem a vinhos de diferentes perfis. Esta diversidade deve-se às castas indígenas portuguesas como Alvarinho, Avesso ou Loureiro, cultivadas em solos maioritariamente graníticos, microclimas diversos com variações nas chuvas, temperatura e influência Atlântica, aliada a uma experiência enológica de topo. É esta grande diversidade que justifica a divisão do imenso território em nove sub-regiões, cada uma com características próprias: Amarante, Ave, Baião, Basto, Cávado, Lima, Monção e Melgaço, Paiva, e Sousa.

Notícia completa Boa cama Boa mesa Expresso *AQUI*  

a pesquisar